quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

Resultados do Concurso Nacional de Leitura - 1.ª fase

Na fase concelhia, no dia 28 de janeiro, o nosso agrupamento será representado pelos alunos:

1.º ciclo
Ariana Rodrigues, 3.º ano, EB Gandra
Guilherme Santos, 4.º ano, EB Ramalde

2.º ciclo
Ana Carolina da Costa Pacheco, 5.º L
Sofia Duarte Cavadas de Sousa Pinto, 6.º A

3.º ciclo
João Miguel Cruz Castelo Grande, 7.º B
Cristiana Soraia Pereira Moreira da Silva, 9.º F

 Todos os participantes estão de parabéns, pois deram mostras de bons leitores! 

A comunidade educativa também está convidada para o programa dessa tarde:


segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Concurso Nacional de Leitura

Está em curso a 1.ª fase do Concurso Nacional de Leitura! Após a seleção dos melhores leitores nas turmas, os alunos do 2.º e 3.º ciclos vieram à Biblioteca Escolar prestar provas: uma, de escolha múltipla, na ferramenta Quizizz, nos tablets, e outra, de desenvolvimento, com a ferramenta caneta, numa folha de papel. Os alunos do 1.º ciclo, fizeram a primeira parte da prova com a ferramenta Plikers e a segunda, da mesma forma que os alunos dos outros ciclos, com a ferramenta caneta, numa folha de papel.
 
 

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

«Miúdos a Votos: quais os livros mais fixes?»

Numa iniciativa da VISÃO Júnior e da Rede de Bibliotecas Escolares,  a 17 de março vamos ter eleições! 
Os candidatos a estas eleições não são partidos nem pessoas, mas sim livros. E já estão apurados os livros candidatos de cada ciclo.
Começa já a preparar a tua campanha!
Conculta: https://visao.sapo.pt/visaojunior/miudos-a-votos/2019-11-28-miudos-a-votos-ja-temos-os-livros-candidatos-a-eleicoes/

terça-feira, 7 de janeiro de 2020

Nova Biblioteca Escolar no Taralhão

É verdade, chegou o dia da sua inauguração, neste dia, 7 de janeiro!
A Rede de Bibliotecas Escolares, finalmente, aprovou a sua integração na Rede. Foi um longo processo, desde a formulação da candidatura, à aprovação, ao financiamento, à seleção e aquisição do mobiliário, dos recursos tecnológicos e do fundo documental. Após o tratamento documental, procedeu-se à sua instalação.
E agora sim, está pronta a funcionar. Esperamos que sirva para fazer bons leitores, críticos e autónomos, e para apoiar os professores nas suas práticas letivas.

 
 
 

quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

Mensagem de Ano Novo

Apresentando um poema de Ester de Lemos, a equipa da Biblioteca Escolar deseja a todos um Bom Ano Novo de 2020!

Ano Novo

Doze pancadas - e sobe o pano.
Começa a peça: é mais um ano.

Palco vazio... Que será?
A peça é boa? É boa ou má?

Nunca se sabe, leitor amigo,
Mas ouve bem o que te digo:

Falando a sério, sem fantasias:
um ano é feito de muitos dias.

Para levá-lo direito ao fim,
Para ganhá-lo, precede assim:

Sempre que um dia novo começa
Faz a ti mesmo esta promessa:

" O dia de hoje vai ser em cheio.
Horas de estudo ou de recreio,

Na escola, em casa, por toda a parte
Dia que passas, quero ganhar-te..."

E mãos à obra, sem mais demoras,
Que um dia é feito de muitas horas,

Mas se uma hora for mal gasta,
Estraga-se o dia, que tanto basta...

Dia após dia, mês após mês,
Lá vai o ano - e era uma vez!

Pensas que há tempo, que não há pressa...
Ah! Não te iludas! Vamos começa!

Começa agora! Começa hoje,
Que enquanto esperas o tempo foge.

Leitor amigo... Já sobe o pano!
Vive o teu dia! Ganha o teu ano!

               Ester de Lemos

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

A magia do Natal

 A Equipa da Biblioteca Escolar deseja a toda a comunidade educativa festas felizes e...boas leituras!
Aprendam mais sobre as tradições de Natal nos outros países da Europa, com o Clube Europeu:
Feito com Padlet

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Dia Internacional dos Direitos Humanos

O Clube Europeu celebrou o dia 10 de dezembro, dia em que se comemora a Declaração Universal dos Direitos Humanos, com uma exposição na biblioteca da Escola Júlio Dinis.

Ao longo das sessões do Clube Europeu, os alunos desenvolveram vários trabalhos elucidativos sobre esta temática e contaram com a colaboração dos alunos do 8.º C, F, I e J, que em Cidadania e Desenvolvimento, ilustraram várias T-shirts com os diversos artigos da Declaração, que foram expostas num “Estendal dos Direitos Humanos”.

O Dia dos Direitos Humanos é assinalado a 10 de dezembro, para celebrar a data da adoção da Declaração Universal dos Direitos Humanos pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em 1948.
A Declaração surgiu como apelo à consciência humana após os conflitos e desumanidades que aconteceram durante a Segunda Guerra Mundial e que vitimaram milhões de pessoas, tendo por objetivo afirmar e promover a paz e a preservação da humanidade.
Portugal ratificou a Declaração em 1976 e instituiu o dia 10 de dezembro como Dia Nacional dos Direitos Humanos, tendo sido aprovada pela Assembleia da República a Resolução n.º69/98, de 22 de dezembro, que reconheceu a importância da Declaração Universal dos Direitos Humanos.
Este evento teve como principais objetivos refletir sobre direitos humanos (trabalho infantil, grupos sociais e raça/ religião), comparando o modo como um tema ou problema é tratado em diferentes épocas; desenvolver competências de pesquisa e de utilização dos recursos das BE e contribuir para a criação do sentido de responsabilidade dos alunos - jovens cidadãos europeus – designadamente no que respeita à paz e aos Direitos do Humanos. 
  
E se quiseres envolver-te em nobres causas humanitárias, associa-te ao projeto "Maratona de Cartas", o maior evento de ativismo da Amnistia Internacional. O seu objetivo é sensibilizar para um conjunto de casos selecionados, que poderá resultar numa melhoria das condições de vida para os defensores de Direitos Humanos:
https://www.amnistia.pt/maratona/

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Contadora de histórias Inácia Cruz

A contadora de histórias Inácia Cruz continua a encantar as nossas crianças!
A BE e o departamento do pré-escolar promoveram esta visita para as crianças da EB n.º 1 de Gondomar, no passado dia 27 de novembro. Desta vez, foi recontada a história "Gaspar, o traquinas, e as duas meninas", de Linda Rodrigues. Os espetadores pequeninos deliraram com esta dramatização, sobretudo quando foram convidados a interagir e a fazer de atores. Através da história e do teatro, foi possível imaginar, viajar, sonhar e rir muito.
Obrigada, Inácia, e até à próxima visita.